Muito tem se falado sobre financiamento coletivo, mas você sabe o que é e como criar a sua campanha de arrecadação para tirar seus projetos do papel?

Financiamento coletivo é quando várias pessoas se identificam com o seu projeto e resolvem contribuir financeiramente para que ele saia do papel. Baseado na economia colaborativa, tem como fundamento a premissa de que juntos todos podem conquistar seus objetivos.

Não existe uma quantia fechada, cada um colabora com a quantia que quer. É uma contribuição em troca de uma recompensa. Aliás, esta é outra marca do financiamento coletivo, todas os contribuidores recebem uma recompensa – pode ser um agradecimento em rede social, um CD, uma camiseta personalizada, ingresso para shows, entre outros (veja Crowdfunding: Sugestões de Recompensas que Funcionam).

Qualquer pessoa pode criar uma campanha de financiamento coletivo!

Todo e qualquer projeto que não desrespeite nenhuma lei do nosso país pode ter sua campanha de financiamento coletivo e arrecadar os valores necessários para ser realizado – Exemplo: projetos de empreendedorismo, esportes, ONGs, música, causas sociais etc.

E sabe o melhor? Não tem burocracia! Antes, era preciso provar por A+B a um banco, patrocinador, filantropistas, distribuidores ou investidor anjo que o seu projeto é viável e pode sim fazer sucesso. Agora, os trâmites são outros e quem deve ser convencido é o seu público-alvo, que virá a se tornar a sua própria fonte de recursos para implantação do projeto.

Há algum risco de se arrecadar via financiamento coletivo?

O financiamento coletivo é uma forma 100% segura pelos seguintes motivos:

  • Você consegue estipular o valor real que precisa para colocar seu projeto em prática;
  • Não há taxas abusivas como acontece nos financiamentos bancários e empréstimos. Na Kickante, a mais premiada plataforma de financiamento coletivo do Brasil, é cobrada apenas a taxa administrativa.
    • Se a pessoa optar pela campanha Tudo ou Nada e bater sua meta, a Kickante cobra uma taxa de 10% sobre o valor arrecadado.
    • Se ela não bater a meta, o valor arrecadado é devolvido aos colaboradores e não é cobrada nenhuma taxa.
    • Já na campanha Flexível, independente de bater a meta, mantêm-se os 10% de taxa;
  • Você consegue ter o valor antes mesmo do início da produção/execução (antes de lançar seu projeto);
  • Consegue entender a demanda a partir do que está ofertando (é um teste gratuito de mercado em que você avalia se há demanda para o que pretende lançar);
  • É uma possibilidade de conhecer o consumidor do seu projeto.

Dicas para criar uma campanha de financiamento coletivo

O processo é muito simples e você lança a sua campanha de financiemento coletivo em minutos!

Título: O título é o primeiro ponto de encontro dos seus futuros contribuidores com o seu financiamento coletivo, por isso, ele deve ser bem objetivo e informar para qual causa deseja arrecadar . Exemplo de título: “Patrocínio para o Campeonato de Judô” ou “Pré-venda do livro X”

A criatividade aqui está em explicar em poucas palavras a essência da sua campanha. Ele deve convencer e convidar o leitor a clicar.

Uma técnica que recomendamos: liste 5 adjetivos que definem a sua campanha. Aqui vale: nome, localização, recompensa, objetivo final. Depois crie 3 ou 4 títulos com base nesses adjetivos e pergunte a alguém ao seu lado o que cada um significa para ele/a. Que o melhor vença!

Tipo de campanha: Você só poderá pagar seu sonho ou projeto se conseguir todo o dinheiro que está pedindo? Se sim, sua campanha de financiamento coletivo deve ser Tudo ou Nada. Se você puder pagar parte de seu projeto (arrecadando menos do que o valor total de sua meta de arrecadação), então sua campanha é Flexível.

Imagem: A imagem de seu financiamento coletivo deve representar seu projeto. As fotos pessoais são mais efetivas e passam maior credibilidade, mesmo sendo uma foto amadora. Os potenciais contribuidores querem ver quem estão ajudando. Veja abaixo imagens de campanhas de sucesso.

Descrição curta (do box da campanha): Escolha um parágrafo que descreva de forma sucinta e clara o objetivo de sua campanha de financiamento coletivo!

Box das campanhas de financiamento coletivo

Descrição completa da campanha: Aqui é o lugar em que você deve explicar porque você precisa do dinheiro, porque você precisa agora e não ano que vem, porque as pessoas devem contribuir, o que você vai fazer com o dinheiro delas.

Meta de Arrecadação: Defina sua meta como sendo o mínimo necessário para realizar seu projeto. Lembre-se de incluir a taxa administrativa, as despesas com a confecção e envio das recompensas, se houver, entre outros custos.

É muito importante escolher uma meta realista. Sabemos que é muito difícil fazê-lo pois, quando o céu é o limite, queremos como meta o valor mais alto possível. Mas, venha conosco entender a lógica da meta de uma campanha de financiamento coletivo. A sua meta deve ser o valor mínimo que precisa. Colocando de fato o seu valor mínimo, você se manterá motivado durante a campanha com uma meta alcançável, mas também trará mais contribuições de pessoas que sentirão que seus 10 reais, ou 20 reais farão uma diferença. Se você lança uma campanha para uma meta de 30.000 reais, e eu tenho 20 reais para contribuir, e vejo que você até agora arrecadou 1.000 reais, não me sentirei motivado a contribuir com 20 reais. Porém, se você lança uma campanha de 3.000 reais, e já tem 1.000 arrecadados, sei que meus 20 reais farão a diferença! E sei que 200 reais serão incríveis para o projeto! Pense nisso.

Duração da campanha: Sua campanha de financiamento coletivo pode durar de 1 a 60 dias. Quanto mais tempo de campanha, mais chances de arrecadar.

Não coloque um prazo muito curto, pois pode não dar tempo de sua campanha de financiamento coletivo viralizar e as pessoas contribuírem.

Adicione suas redes sociais: Essa etapa é opcional, porém, colocar suas redes sociais a disposição dos contribuidores passa mais credibilidade. Isso porque ele pode ver quem você é e pesquisar sobre seu trabalho tornando o processo mais pessoal.

Após o lançamento, use as mídias sociais também para a divulgação de sua campanha de financiamento coletivo. Para algumas campanhas, as mídias sociais, principalmente o Facebook, são os canais mais importantes e os que mais trazem retorno de contribuições podendo representar até 90% de todo o valor arrecadado.

Recompensas: Também é um item opcional. Mas, se incluir, pense no que seu público gostaria de receber em troca da contribuição. Fotos são importantes, pois conseguem tangibilizar o produto se ele for físico (um calendário, por exemplo).

Diferença entre Financiamento Coletivo, Crowdfunding e Vaquinha Online

Se está na dúvida sobre o que financiamento coletivo, crowdfunding e vaquinha online significam e qual deverá utilizar para arrecadar fundos para seu projeto, saiba que são a mesma coisa. Isso aí, com as três, você pode arrecadar fundos para tirar o seu projeto do papel e torná-lo realidade!

Crowdfunding, traduzido ao pé da letra, significa financiamento feito por uma multidão, ou seja, Financiamento Coletivo!

Há um vídeo bem legal sobre como funciona o financiamento coletivo:

Ficou animado com o Financiamento Coletivo?

Então, crie já a sua campanha e arrecade dinheiro para seus projetos hoje mesmo!

shares