was successfully added to your cart.

O sucesso do crowdfunding para viabilizar novos produtos e startups iniciou uma atração do mercado imobiliário.

No Brasil, as plataformas de crowdfunding possuem campanhas de arrecadação para projetos culturais, esportivos, de tecnologia e empreendedorismo. E, assim como já está ocorrendo com o equity, em que a campanha é criada para viabilizar a compra de ações de uma empresa, o crowdfunding imobiliário ainda precisa de regulamentação. Esta nova modalidade de arrecadação permite que pequenos investidores participem em unidades residenciais até associações completas, em troca de rendimentos.

Colocando tijolos para construção

Mercado de crowdfunding imobiliário

Estimasse que, só nos Estados Unidos, o crowdfunding imobiliário gere US$ 3,5 bilhões para as incorporadoras em 2016, segundo projeções da Massolution, que atua no setor. No Brasil, apenas dois projeto foram lançados para o setor de imóveis, sendo que só um finalizado.

Em Londres, a Bricksave permite que investidores da América Latina, tornem-se proprietários de uma fração do imóvel com investimentos a partir de US$ 2,500.

“Nós queremos facilitar o pequeno investidor a investir no mercado imobiliário de qualquer lugar do mundo.” afirma Sofia Gancedo, economista e diretora de ações da Bricksave.

Até o momento, foram iniciados dois projetos: um em Buenos Aires e outro em Miami, oferecendo uma plataforma simples e acessível para o usuário, que não precisa se preocupar com um longo processo de compra de imóveis. Após quatro anos, o investidor recebe a quantia investida somada a um valor proporcional ao investimento, da valorização da propriedade.

 

Crie sua campanha de crowdfunding!

Leave a Reply